link href='http://fonts.googleapis.com/css?family=NOME DA FONTE' rel='stylesheet' type='text/css'/> Just a Girl...: Dezembro 2010

Quotes do dia...

“Ela parecia ser boa sem querer,
e ruim de propósito.”
4 Semanas de prazer

Search

Arquivo do blog

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

My Playlist

Visitantes online

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010
Certa vez me avisaram sobre o quanto as mudanças podem assustar alguém. Sobre o quanto pode ser difícil respirar o amanhã, quando o ontem ainda circula em nossas veias. Sobre o quanto o passado confunde e o futuro enlouquece.
Algumas pessoas preferem correm para longe, outras se esconder dentro de si mesmas, e independente da distância ou da maneira de refúgio, enfrentar o que foge do nosso controle pode ser muito amedrontador. A realidade uma hora ou outra acaba nos ensinando que viver é perder e encontrar controle, a cada segundo, em cada esquina.
O fato é que somos todos feitos de lembranças, algumas que trazem dor e nostalgia, outras que nos fazem rir em domingo cinza qualquer. Nós nunca conseguiremoscontrolar o tempo ou mudar pessoas. A atitude é sempre a única saída que nos resta, a única maneira de dizer ao futuro o quanto ele ainda nos pertence.
Se tem uma coisa que eu aprendi esse ano, é que a vida infelizmente ou felizmente não é como nesses filmes e séries, onde o mocinho foi feito para a mocinha e independente do que aconteça, os dois terminaram sempre juntos e felizes.
Na vida real as temporadas não acabam e os personagens são renovados a cada segundo. Ninguém precisa de obrigatoriamente ninguém pra ser feliz, e que basta um simples tic tac do relógio para que antigas feridas cicatrizem e novos e verdadeiros sorrisos se abram. Ninguém é totalmente vilão ou totalmente mocinho na vida realTudo é relativo.
Em meio a tantas incertezas e suposições, aqui vai uma verdade: A solidão e a felicidade não caminham felizes por muito tempo. Sabemos o quanto a vista de cima do muro é agradável, mas viver da adrenalina da altura não te faz mais forte. Não hesite em escolher o que o seu coração mandar: Mande a mensagem ou apague de vez da sua lista telefônica.


Ano novo é época de renovação, de deixar no passado o que já morreu e de plantar novas sementes – sem tantas expectativas se possível – para colher bons frutos. Não deixem que nada nem ninguém abale e estrague os futuros 365 dias de suas vidas. 
quinta-feira, 30 de dezembro de 2010
Eu estou me segurando na sua corda
Estou a 10 metros do chão
E eu estou ouvindo o que você diz, mas simplesmente
não consigo emitir um som
Você diz que precisa de mim
Depois você me derruba, mas espere...
Você diz que sente muito
Não imaginava que eu me viraria e diria...
Que é tarde demais para se desculpar, é tarde demais
Eu disse que é tarde demais para se desculpar, é tarde
demais
Eu me arriscaria outra vez, levaria a culpa,
Levaria um tiro por você
E eu preciso de você como um coração precisa de uma
batida
Mas não é novidade - yeah
Eu te amei com um fogo vermelho
Agora está se tornando azul, e você diz...
"Eu sinto muito" como um anjo
O céu me fez pensar que era você
Mas eu receio...
Que é tarde demais para se desculpar, é tarde demais
Eu disse que é tarde demais para se desculpar, é tarde
demais
É tarde demais para se desculpar, é tarde demais
Eu disse que é tarde demais para se desculpar, é tarde
demais
Eu disse que é tarde demais para se desculpar, yeah
Eu disse que é tarde demais para se desculpar, yeah
Eu estou me segurando na sua corda
Estou a 10 metros...do chão
sábado, 25 de dezembro de 2010

... apenas talvez, 
a Rapunzel não esteja na torre quando o príncipe chegar;
ela poderia ter se cansado de esperar. 
Talvez,a Branca de Neve não morra mais com uma maçã envenenada; pois agora ela não acredita cegamente nas pessoas nem em alimentos transgênicos.
Talvez, quem sabe, a Chapeuzinho Vermelho deseje o Lobo Mau, assim como ele a deseja. 
Talvez, de novo, a Cinderela não vá ao baile do príncipe, mas sim à uma rave onde ela conhece um DJ gatão.
E se a Fera não tivesse se transformado, a Bela ainda estaria com ele?! 
E se a Bela Adormecida não fosse tão estúpida e não furasse o dedo na roca, então não adormeceria e o príncipe não a salvaria; 
mas ela conheceria um jovem camponês do reino se apaixonaria por ele e eles fugiriam em busca de aventuras épicas?!
E se depois de terem muitos filhos, Shrek e Fiona caíssem na mesmice do casamento, se divorciassem e ela virasse uma atriz?! 
Já imaginou se o Patinho Feio não tivesse se transformado em um cisne, mas crescido como um pato mesmo, 
e depois tornado-se uma grande estrela do rock?! 
Já percebi que a vida não é um conto de fadas, e que não precisa ser! 
Percebi que o bem e o mal são relativos, e muitas vezes se confundem. 
Aprendi que não procuro um príncipe, tudo o que preciso é de alguém real; 
Não são necessários os sapatinhos de cristal, meus tênis são mais confortáveis. 
O Lobo Mau pode não parecer tão mau assim de perto; 
Eu não espero que um cavaleiro venha me salvar, eu mesma me resgato. 
Não tô esperando um grande cavalo branco, um castelo e depois um final feliz; 
Prefiro lutar, brigar, sangrar e chorar por ele do que esperar que ele seja entregue à mim. 
Sou mais do que pareço, menos do que você sonha, e tô bem assim.***
sábado, 18 de dezembro de 2010
Cansei de chorar. Cansei de me sentir mal. Cansei de te desejar. Cansei de ouvir seu nome. Cansei de ver você nos meus sonhos. Cansei de pensar em você. Cansei de pensar em como seria se nós estivéssemos juntos, porque é burrice. Nós não estamos juntos, e nem vamos estar, então pra que me ferir mais ainda, imaginando, e me machucando mais?! Eu falo que cansei de você, mais na verdade eu acho que cansei de mim, porque quem me faz sofrer sou eu mesma, quem chora sou eu, quem te deseja sou eu, quem pensa em você sou eu...
Não sei mais em quem acredito, não sei mais o que eu faço, está tudo dando errado, minha vida está horrível, queria poder sumir por um dia esquecer-se de tudo e todos, ter um tempo só para mim, pensar na minha vida e nas coisas que eu fiz, será que você me entende? Queria pelo menos por um dia ser livre. Eu queria me sentir, sentir minha raiva, minha dor, minha insegurança, minha felicidade, minha esperança, minha verdade, sentir tudo de uma vez, então depois eu iria explodir em lágrimas e risadas descontroladas, e de tanto sentir por um breve momento eu não sentiria nada e depois de toda essa loucura eu acho que seria capaz de acreditar e tentar outra vez.
Mas depois de um tempo, depois de um tempo você se acostuma. Se acostuma a ser forçado a parar de sonhar frequentemente, porque esses sonhos não se realizam. Se acostuma a ser obrigado a deixar de amar, ou pelo menos tentar, porque suas paixões nunca são correspondidas. Ou simplesmente se acostuma a desistir de teus objetivos. Mas a vida não aceita comodidades nem costumes. Então, a vida vem, e te traz todos os sonhos, paixões e objetivos de volta, só para vê-lo sofrer de novo. Porque a vida mais do que ninguem sabe que fortes são aqueles que sofrem,
porque sabem que vão sobreviver.
Você não está com medo do escuro, está com medo do que está lá. Você não está com medo de altura, está com medo da dor de cair. Você não está com medo das pessoas perto de você, só está com medo da rejeição. Você não está com medo do amor, só está com medo de não ser amada de volta. E você não está com medo de tentar novamente, você só está com medo de se machucar pela a mesma razã.
domingo, 12 de dezembro de 2010
A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;
Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir; aprender com meus erros.
Afinal, eu posso ser sempre melhor.
A lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordado;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas",
embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente,
como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher
Eu vi o bastante pra saber que coisas bonitas nem sempre permanescem assim e com o tempo a gente percebe que  as vezes o amor morre, a importancia se desfaz e a amizade se perde. 
Com o tempo a gente vê que certas coisas que pareciam ser tao importantes, hoje ja nao fazem o mesmo sentido. recomeçando a viver, com ou sem voce.
quarta-feira, 8 de dezembro de 2010
Ela não era bela, não possuía uma voz doce. Não tinha desenvoltura para falar, nem era uma boa atleta. Tinha dificuldade para se expressar, problemas na fala, e também não sabia dançar. Era limitada em vários aspectos.

Não sabia pintar, não era boa desenhista. Não era uma menina delicada, tropeçava com facilidade. Não gostava de rosa, tinha paixão pelo preto, azul. Cores sóbrias faziam parte de sua vida.

Era desengonçada, não sabia cozinhar, nem fazer contas. Tinha medo de tudo, medo de magoar alguém, medo da solidão, medo do futuro, inseguranças sem fim.
Com o tempo, todo o medo e a insegurança fizeram dela uma boa ouvinte. Era a ela que todos recorriam quando algo dava errado. Simplesmente porque ela sabia ouvir e era doce o bastante, e fraca demais para magoar alguém. Suas ponderações eram sempre no sentido de levantar aquele ser sofrido.

Com o tempo, a vida bateu a sua porta, ela teve que aprender algumas coisas, na marra. Não estava preparada. Era uma menina sem talentos. Não tinha a rapidez das respostas que a vida a submetia. Continuava com dificuldades para resolver suas questões. Coisas que para qualquer ser humano pouco evoluído era simples. Para ela não, afinal era a menina sem talentos.

Medo e insegurança pairavam em seu coração. O tempo passava e ela continuava a procura de um talento que lhe permitisse mudar o rumo de sua história. Um dia porém, ao caminhar a esmo pelos ruas empoeiradas de ladrilhos tortos, deparou-se com um saquinho amarrado com seu nome escrito em um pequeno pedaço de papel. Abriu afoita, e ficou maravilhada com o lindo presente que acabara de ganhar.

Era um pequeno pedaço de vidro em forma de coração. Junto dele, um bilhete: "Este é seu talento. Seu coração límpido, e transparente, puro e livre de marcas. Por mais que você ache que não serve para nada, será capaz de transformar a vida de muitas pessoas. E beneficiados serão aqueles que puderem entrar em seu doce coração. Esse é seu talento, um puro coração."

A pequena menina sem talento entendeu enfim, que poderia fazer diferença no mundo daquele jeito. Compreendeu que seu coração era mais especial do que qualquer outro talento que ela almejasse. E enfim pode ser feliz, pode viver.