link href='http://fonts.googleapis.com/css?family=NOME DA FONTE' rel='stylesheet' type='text/css'/> Just a Girl...: Junho 2011

Quotes do dia...

“Ela parecia ser boa sem querer,
e ruim de propósito.”
4 Semanas de prazer

Search

Arquivo do blog

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

My Playlist

Visitantes online

quinta-feira, 30 de junho de 2011

A caneta é a sua mente, o papel é a sua história e as palavras são as suas atitudes. É isso mesmo: a vida é como um livro, e se você estagnou no seu… Vire a página, se possível mude o capítulo. Transforme o enredo. Faça o que for, mas não deixe de escrever. Lembre-se que um texto com palavras repetidas se torna cansativo e chato… Então, evite a repetição, procure por novas alternativas, novas possibilidades de escrita. Você tem acesso a tantas oportunidades, a tantas formas de aprendizagem, é só aplicá-las. É só fazer diferente, mas não deixar a tintar acabar.
sábado, 25 de junho de 2011
Hoje eu só queria um banho de chuva, um eu te amo sincero, um beijo roubado, uma ligação inesperada ou até mesmo um sms, um abraço apertado, um sorriso bem dado, um olhar derretido… E se não for pedir demais, queria que fosse de você.
quarta-feira, 22 de junho de 2011
Se eu fosse um garoto, eu faria diferente
eu não te tratava assim, eu não te magoava assim
não me deixava só aqui
Chegaria mais cedo, não de madrugada
não te trairia, não faria nada
que te magoasse assim, eu cuidaria mais de mim
não sairia tanto só com os meus amigos
e te levaria pra curtir comigo
eu não te deixava assim, querendo separar de mim
Mais você é garoto, eu tenho que entender
todo homem leva um tempo pra poder crescer
para pense um pouco, pense mais em mim
por que se eu fosse um garoto
eu não te tratava assim, eu não te magoava assim
eu não te deixava assim, chorando por causa de mim.
segunda-feira, 20 de junho de 2011
“As vezes chorar em silêncio pode ser a única solução.” Mas e quando você não consegue chorar? E quando as lágrimas não saem, quando a tristeza é tamanha que parece que nem todas as lágrimas vão a expulsar? E quando você não tem mais lágrimas para derramar? Você faz o que?
(pequenacaixa)
Eu admito ser estranha. Falo sozinha, começo a cantar do nada, faço careta pro vento, ensaio caras e bocas na frente do espelho, faço meus concertos debaixo do chuveiro, coloco o volume no último quanto tô com fone no ouvido e canto mais alto que a música, encaro as pessoas no ônibus, tenho mania de perseguição, às vezes acho que o mundo me odeia, fico sem graça até pelo msn, experimento roupas, faço de conta que sou única e às vezes saio dançando pelo quarto. Mas foda-se, sou feliz assim.
(Bianca Mesquita)
Mais de 1000 músicas, eu não paro de ouvir uma. Mais de 200 pessoas no msn, eu quero falar só com uma. Todos os jeans e blusas no armário, quero usar os que estam lavando. 5 pares de tênis, eu prefiro usar o mesmo quase todos os dias. 6 bilhões de pessoas no mundo, eu escolho sofrer por uma só, por varias vezes. É, eu ainda não me entendo.
Eu amo beijo no rosto e acho beijo testa a coisa mais fofa que existe. Acho lindo um garoto cavalheiro que abre a porta do carro ou arrasta a cadeira pra garota. Sorrio feito boba se digo que estou com frio e o garoto me dá sua blusa mesmo que ele passe frio. Gosto de andar na chuva e passear pela rua de mãos dadas. Não importo de me sujar tomando sorvete de casquinha ou comendo um cachorro-quente no carrinho da esquina. Gosto de cantar no chuveiro e ficar de pijama o dia todo. Adoro tirar fotos. Fico vermelha de vergonha se alguém me elogia mesmo que seja pelo computador. Gosto de cócegas e filme com pipoca. Tenho poucos amigos mas sei que são verdadeiros. Brigo com minha famíla mas nunca viveria sem eles. Sou estranha, simples, boba e feliz. Sim eu sou feliz. (Denise Lima)
sexta-feira, 17 de junho de 2011
Tenho vários motivos para desistir de tudo, 
mas apenas um único motivo ainda é capaz de me deixar em pé: 
Minha Melhor Amiga.
quinta-feira, 16 de junho de 2011
De tudo eu acabei vivendo amando, aprendendo e sofrendo. E só temos que aprender uma coisa , a decpção não mata
quarta-feira, 8 de junho de 2011
E você vê o meu sorriso todos os dias. Você vê os meus conselhos para outras pessoas. Você me vê equilibrada, forte. Eu digo ser assim. Mas sinceramente? Não sou. Sou fraca. Não consigo não me importar. Sempre sou largada. Vivo me perdendo. Escutando músicas melancolias ou as mais pesadas possíveis. Cheia de sonhos. Desejos incompletos. Com muito medo. Sempre caindo, mas nunca chegando ao chão. Sempre desmoronando mais se reconstruindo. Acho que já virou uma rotina isso para mim.

domingo, 5 de junho de 2011
É dificil viver quando não se sabe o que se quer. Eu não tenho mais aquela vontade que tinha antes. As coisas mudaram, e muito. Não sei se estou fazendo a escolha certa, nem sei mais qual rumo devo levar a minha vida. Me perdi, não sei pra onde irNão quero existir, quero viver. A questão é: como?
sábado, 4 de junho de 2011
Fica dificil fingir que tá tudo bem quando as lágrimas tomam o lugar dos sorrisos forçados
Devo ter dito: "estou bem, obrigada" pelo menos 37 vezes.
E não foi verdade em nenhuma delas. Mas ninguém percebeu. Quando alguém pergunta: "como você está?" na verdade não querem saber a resposta. Ninguém se importa (:
Nossos pais acham que tudo que eles fazem, fazem por nós, mas na realidade fazem por eles mesmos, já que consideram os filhos como um prolongamento deles. Querem que tenham suas atitudes e é claro sua maneira de ver o mundo. As vezes é doloroso comprovarmos que somos outros, talvez muito diferente do que eles esperavam.
Acho que estou cansada de dizer que estou bem, quando não me sinto dessa maneira. Cansada de mentir pra mim.
Me sinto uma boneca remendada por várias vezes que, esconde seus reparos e pontos sob seu vestido bonito. Sob sua superficie ainda intacta.
Talvez esteja na hora de ser sincera mesmo que não seja esse tipo de resposta que as pessoas esperam de mim.
Então, se alguém perguntar se estou bem, acho que já estou realmente pronta pra responder:
-Não. Ainda não...
Mas sei que vou ficar.
Estou me sentindo cansada, cansada de mim. Estou cansada de esperar, esperar por algo que nem eu mesma sei o que é. Cansada da alegria que vem e fica por pouco tempo. Cansada dessa ansiedade que na verdade só me faz mal, mal por ás vezes não ter o resultado esperado.
Me sinto insegura e sozinha, mesmo estando na companhia de quem eu amo. Talvez eu seja uma bela de uma mal agradecida, que não sabe reconhecer o que tem, mas eu sou assim. Sei tão pouco sobre a vida, talvez isso me deixe mais triste. Tenho medo de tomar decisões sem volta, idas sem vindas.
Daria tudo para não ter a angústia de uma pessoa triste e nem a exatidão de uma pessoa feliz, porque querendo ou não, a felicidade passa e então fica o vazio. É, o vazio.
Queria permanecer sem nenhum sentimento, sem nenhuma tristeza, nenhuma alegria. Me manter fria e indiferente. Acho que essa é a maneira mais fácil de encarar a vida, mais fácil para não sair ferida.